O que é BrandTech e por que revolucionará o mundo do marketing

Tempo de leitura: 4 min
Avatar of vjweb@hotmail.com

Escrito por vjweb@hotmail.com
em 01/02/2023

Compartilhe agora mesmo:

Cada vez mais profissionais acreditam que estamos entrando em uma novidade lanço na vida do marketing e da publicidade. Pelo menos, nos últimos anos temos detectado várias tendências que afirmam que estamos em um momento de ressurgimento do AdTech e do MarTech. Outros consideram que estamos na era do BrandTech. Quer saber em que consiste a BrandTech? Continue lendo!

Pode lhe interessar: MBA em Marketing Digital

O que é BrandTech e por que revolucionará o mundo do marketing

O que é BrandTech?

A indústria de marketing e publicidade se destaca por seu talento inovador. Geralmente substituem rapidamente tecnologias antigas e passam para novas tendências, principalmente classificados em sua maioria nos movimentos Adtech e MarTech. Já sabemos que os profissionais do setor têm predileção por jargões e siglas, assim, qualquer termo é bem-vinda se fizer com que os métodos e a abordagem soem mais atraentes para o usuário.

Embora AdTech seja específico para anúncios e publicidade, Martech é um noção muito grande que aborda a automação de marketing em termos de experiência do cliente (UX). Por sua vez, poderíamos reunir a BrandTech uma vez que uma tendência que dá um vista quantitativo a componentes que antes eram estritamente qualitativos. Isso vai desde sentimentos até mensagens. Afeta a segmento superior do funil e melhora o desempenho e o impacto da marca graças às novas tecnologias.

Hoje, dentro do ecossistema em que as marcas operam, muitos fatores devem ser levados em consideração. Por exemplo, é fundamental considerar uma vez que os consumidores se sentem em relação às empresas, mormente em confrontação com o que sentem em relação aos concorrentes. Em resumo, poderíamos definir BrandTech uma vez que o uso de tecnologia para fins de marketing.

Por exemplo, quando o aplicativo Pokémon Go fez um boom mundial, o McDonald’s Japan registrou seu primeiro lucro em oito trimestres, transformando suas lojas em PokéStops e PokéGyms dentro do jogo para celular. As vendas do McDonald’s aumentaram 27% devido a essa ação.

Tendências BrandTech

Nem todas as marcas acham que realizar isso é fácil. Em universal, aquelas que estão mais estabelecidas têm mais complicações. Também aqueles setores onde o contato com o consumidor é mínimo, uma vez que seguradoras ou empresas de embalagens de produtos. Em vez disso, é mais fácil ser realizado entre organizações onde o contato é cima. Por exemplo, no varejo ou em automóveis, o processo de vendas geralmente envolve muita interação.

Os profissionais que já usam a BrandTech acreditam que, à medida que as marcas interagem cada vez mais com os consumidores por meio de dispositivos digitais, a BrandTech se tornará a principal forma de marketing.

Se baseia em experiências

O que realmente diferencia as empresas BrandTech é sua capacidade de gerar experiências emocionais com produtos que os consumidores desejam compartilhar com outras pessoas.

As empresas saturaram a mídia com publicidade e os consumidores se acostumaram a isso. Para mudar a percepção da marca de um usuário, zero é mais eficiente do que encontros na vida real. Na verdade, o padrão tradicional de publicidade era aproveitar a mídia e usar mensagens interrompidas que buscavam persuadir os consumidores, mas os profissionais de marketing sabem que é difícil fazer com que o público interaja com um proclamação que eles acreditam estar interrompendo.

BrandTech: ações físicas e online

Já sabemos da relevância de gerar experiências, mas estas não precisam ser realizadas unicamente no campo tecnológico. Por exemplo, a Amazon já implementou lojas físicas para gerar experiências que não pode realizar no contexto do dedo. A Adidas, por outro lado, desenvolveu aulas de ginástica para competir com a Lululemon, conhecida por suas aulas de ginástica nas lojas.

Nos canais digitais, essas marcas trabalham não para interromper as experiências do consumidor, mas para facilitá-las. Outro exemplo é o Google, que com seu aplicativo Google Now lembra os usuários onde eles estacionaram o carruagem e os informa quando devem ir ao aeroporto, se forem viajar.

A vantagem das novas marcas

As empresas que começam uma vez que organizações digitais têm uma enorme vantagem sobre as marcas tradicionais ou estabelecidas. Geralmente, é mais fácil para os últimos erigir novos itens, uma vez que novas lojas físicas, do que gerar um vínculo possante com os consumidores por meio dos canais digitais.

No entanto, não são unicamente as startups que têm uma vantagem na BrandTech. Empresas de tecnologia também. Por exemplo, empresas uma vez que Netfix, YouTube, Snapchat ou XFinity são marcas cujas habilidades de interface por meio da tecnologia são a principal manancial de notícia com os consumidores. Também multinacionais uma vez que Google, Apple, Microsoft, Amazon e Facebook.

A tecnologia é simplesmente um novo conduto para a construção de ecossistemas centrados no usuário. No processo, essas ações visam tornar nossas vidas mais fáceis, simples e melhores.

O que você acha dessa novidade tendência de marketing chamada BrandTech? Deixe seus comentários e compartilhe!

E se você quer se tornar um profissional em marketing, pode estar interessado no MBA em Marketing Digital,  onde aprenderá passo a passo a desenvolver um plano de marketing integrado com uma visão global da mídia convencional e do dedo. Esperamos você!

MBA em Marketing Do dedo

Torne-se o profissional em Marketing Do dedo que o mercado procura.

Quero conhecer!

Compartilhe e comente nascente post!

Arthur Paredes

Compartilhe agora mesmo:

Fique tranquilo, 100% livre de spam.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade